Arquivo da Categoria ‘Televisão’

Nas suas peças publicitárias, a NET se gaba de ser a única operadora a possuir o NOW. Isso é verdade. Ela só “ESQUECE” de dizer que, mesmo pagando uma “salgada” mensalidade, se você quiser assistir a algum filme pelo tal de NOW, tem que PAGAR! É isso aí! Você paga a mensalidade e paga pelos filmes do NOW. A bem da verdade, aqueles que já passaram “trocentas” vezes em TODOS os canais, são oferecidos GRATUITAMENTE.

sexta-feira, 26 de abril de 2013

LIGUE O SOM, CLIQUE, ABRA A TELA E…CONFIRA

SÓ DÁ ELE NA MAIORIA DOS COMERCIAIS.

sexta-feira, 26 de abril de 2013

EU NÃO AGUENTO MAIS ESSE COMERCIAL. E VOCÊ? ALÉM DE JOGAREM NOSSO DINHEIRO NO “RALO” FAZEM UMA CAMPANHA INSUPORTAVELMENTE MASSACRANTE.

quarta-feira, 17 de abril de 2013

O que Carla Vilhena deve ter escrito na carta de despedida que foi proibida de ler?

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Eis a pergunta que não quer calar.

Carla Vilhena teria sido proibida de se despedir de sua audiência no Bom Dia São Paulo, o jornal que apresentava desde 2010. De acordo com o colunista de TV Daniel Castro, ela soube que seria substituída pela imprensa. Não pôde ler sua nota de adeus e, abalada, não conseguiu terminar sua participação no telejornal. Saiu do prédio, diz a coluna, amparada por funcionários.

CARLA VILHENA

A emissora está reformulando as bancadas de seus programas jornalísticos. Carla será repórter do Fantástico. Isso já seria razão suficiente para deixar uma pessoa deprimida, mas a mesquinhez da ordem deve ter calado fundo na apresentadora.

Agora, o que Carla pode ter escrito de tão grave? Teria ela uma bomba nas mãos? Uma denúncia contra Roberto Marinho? A verdade sobre a cobertura da Globo das eleições do Vaticano? A revelação de um pacto entre Marco Feliciano e Glória Perez para emburrecer o Brasil? A cura do câncer? Mais: se Fátima Bernardes se despediu do Jornal Nacional em grande estilo, por que não Carla Vilhena? Hã? Hã?

Provavelmente, a carta, se existiu, está guardada em seu email. Enquanto ela não vem à tona (porque, uma hora, virá), uma equipe de investigadores renomados fez simulações de seu conteúdo. O Diário teve acesso a algumas versões:

1. Caros telespectadores,

Hoje estou me despedindo do Bom Dia São Paulo. Mas antes queria deixar uma mensagem importante: Roberto Marinho não morreu. Ele está, neste momento, em sua mansão no Cosme Velho, com sua tartaruga, jogando gamão e vendo tudo o que vocês fazem quando mudam de canal. Doutor Roberto, tamo junto.

Beijo no coração!

2. Amigos telespectadores,

Cansei de acordar às 4 da manhã e dormir às 8 da noite. Tenho dois filhos pequenos e eles precisam da mãe deles. Eu sei que ninguém presta atenção no que digo a essa hora da manhã, por isso vou recitar o livro do Gênesis vestida de Mulher-Maravilha. Pode entrar, Cid.

Beijo no coração!

3. Amigos,

Fiquei sabendo agora que fui transferida para o Fantástico. É uma honra apresentar um programa tão querido e tradicional ao lado de tanta gente talentosa. Antes de começar, estarei fazendo uma viagem de cinco anos e meio, durante a qual estarei captando imagens para uma grande reportagem que será transmitida em 739 domingos seguidos. Me sigam no Fêice. Estarei postando as fotos.

Beijo no coração!

4. Caros telespectadores,

Mostrei minha carta de despedida à direção da TV Globo e eles amaram o que escrevi. Fizeram apenas alguns cortes – que eu, aliás, achei irretocáveis. Coisa mínima. Às vezes eu escrevo demais, né? Brigado, Boss! Escrever é cortar, já dizia Clarice Lispector. Bom, ficou assim: “Tchau, turma. Beijo no coração!”

5. Amigos e amigas,

Eu queria… dizer… obrigado… Estou saindo. Na verdade, o que aconteceu foi que…

(Carla é interrompida. Ela se debruça sobre a bancada aos prantos. Entra a moça do tempo. Sérgio Chapelin a ampara, cantando baixinho em seu ouvido o tema do Esporte Espetacular. Ela se desembaraça dele, apanha um tótem de iluminação e começa a quebrar o estúdio. A segurança é convocada. Ela é contida. “Tamo junto, Carla, tamo junto… Sshhhh…”, diz o maquiador. Ela se acalma e caminha lentamente para longe das câmaras. Os cinco telespectadores acordados às 6 e meia da manhã continuam tomando o café com leite).

Fonte: Diário do Centro do Mundo

NOTA DO BLOG:

Brincadeiras a parte, me parece que a gloriosa e platinada Rede Globo está trocando “seis por cinco, quatro, três ou dois” na sua área jornalistica.

Começou “sacando” Fátima Bernardes do Jornal Nacional e colocando a bonita, mas sem carisma, Patrícia Poeta em seu lugar.

Pela manhã, no “Bom dia Brasil”, “sacou” Renato Machado e o mandou para a Europa. No seu lugar, o “insôsso” e sem cacoete e voz de apresentador, Chico Pinheiro.

Agora, essa troca de Carla Vilhena pelo ex-repórter internacional da Globo, Rodrigo Bocardi.

A Globo parece aquela vaca que já está “atolada” até os chifres e ainda não se deu conta disso. O Ibope não me deixa mentir.


A GLOBO ESTÁ ALARDEANDO: V E M . A Í !!! SERÁ UMA NOVA XUXA? UM NOVO GALVÃO BUENO? NOVAS NOVELAS? NOVOS FILMES? NOVO JN? NOVO VÍDEO SHOW? O IBOPE ESTÁ DESPENCANDO EM TODOS OS PROGRAMAS E NADA MUDA. QUANDO ELA SE DER CONTA, SERÁ TARDE DEMAIS. O ÚLTIMO TELESPECTADOR ANTES DE SAIR, DESLIGARÁ O TELEVISOR.

quinta-feira, 4 de abril de 2013

O “JORNAL NACIONAL” E SEUS “ÂNCORAS”

segunda-feira, 1 de abril de 2013

ATUAL ÂNCORA: WILLIAM BONNER

FUTURO ÂNCORA: VINICIUS BONNER



O padrão Globo de entretenimento

segunda-feira, 1 de abril de 2013

Durante décadas, a Globo construiu a fama de seu jornalismo ancorada no princípio da padronização da produção do conteúdo.

Marcado pela formalidade, esse modelo começou a ruir dentro da cobertura do esporte nos últimos anos.

Numa época em que as opções de entretenimento são várias, em que o comportamento do consumo de mídia pelo público jovem mudou radicalmente, não cabia mais uma cobertura televisiva sisuda sobre esporte.

Há cerca de cinco anos o Padrão Globo de Jornalismo que marcou cerca de quatro décadas da televisão brasileira começou a ser transformado, na cobertura esportiva, para uma espécie de Padrão Globo de Entretenimento.

Aos poucos, a informação sisuda foi substituída por aquela mais leve, que tem um caráter informativo também, mas que presa primeiro pelo entretenimento.

O consumidor fanático chiou e condenou rapidamente o novo formato de jornalismo esportivo da emissora.

Acontece que, na medição da audiência, o Globo Esporte finalmente voltou ao topo em seu horário e, também, projetos novos, como o Central da Copa e os Gols do Fantástico passaram a ter repercussão.

Em 2013, a emissora adotou de vez o entretenimento em detrimento da informação tradicional. Prova disso são as transmissões-show que têm sido feitas no futebol, sempre com convidados e papos amenos mesmo durante a partida.

Mais uma vez, o fanático possivelmente vai migrar para os canais por assinatura, que são mais técnicos, ou para outros canais com o modelo tradicional de transmissão.

A novidade agora é a contratação de dois nomes fortes para o time de comentaristas.

Ronaldo reforçará a equipe do futebol, enquanto Rubens Barrichello fará parte do time da Fórmula 1.

Mais uma vez a ideia é que ambos ajudem no conceito de que as transmissões são parte de um pacote de entretenimento, em que as histórias dos atletas serão reforçadas para dar mais “leveza” à cobertura.

Considerando todos os conflitos que existem da presença de Ronaldo, agente de atletas que fazem parte da seleção e membro do comitê que organiza a Copa das Confederações e a Copa do Mundo, o padrão Globo de entretenimento precisa, urgentemente, consultar um pouquinho o histórico do padrão de jornalismo da emissora.

Nada contra a capacidade de Ronaldo como analista, pelo contrário, ele sempre foi alguém que soube transmitir informação e ponto de vista. O problema é acreditar que a opinião dele não estará viciada em demasia.

do blog do  Eriche Beting

NOTA DO BLOG:

Ronaldo terá “peito” de criticar o seu “agenciado”  NEYMAR  se este por acaso se apresentar mal numa partida da Copa das Confederações? É esperar para ver.

FINALMENTE, À PARTIR DE HOJE, ESTAMOS LIVRES DESSA “EXCRESCÊNCIA GLOBAL” CHAMADA BIG BROTHER BRASIL! ALIÁS, A MELHOR DEFINIÇÃO PARA ESSE PROGRAMA É: “UM BANDO DE IMBECÍS ENJAULADOS, SENDO OBSERVADOS POR OUTRO BANDO DE IMBECÍS”. NÃO SEI QUEM DISSE ISSO, MAS ASSINO EMBAIXO.

quarta-feira, 27 de março de 2013

Charge: Quinho