Arquivo de julho de 2010

Você conhece a história da Coca-Cola?

terça-feira, 27 de julho de 2010

A Coca-Cola surgiu em 1886. O farmacêutico norte-americano John Pemberton preparou um xarope de extrato e folhas de coca, cafeína e água.

O que era para ser remédio, virou a bebida mais popular do mundo. Antes de desenvolver a fórmula da Coca-Cola, o farmacêutico era distribuidor de diferentes produtos, entre eles a “French Wine Coca”, uma mistura de vinho Bordeuax com extrato de coca.

Em 1886, ele decidiu produzir uma bebida livre de álcool, para cobrir uma demanda existente no então puritano mercado norte-americano. Para melhorar o sabor da mistura de folha descocainizada e extrato de nozes de cola, Pemberton acrescentou óleos aromatizantes de limão, laranja, lima, noz-moscada, cássia (canela chinesa), coentro e baunilha.

Além disso, acrescentou ácido fosfórico à “fórmula secreta”, para estabilizar quimicamente o produto.

O nome e o logotipo “Coca-Cola” são atribuídos a Frank Robinson, gerente da Pemberton Chemical Company.

Inicialmente, o xarope caramelizado era vendido em farmácias, como remédio contra  dor de cabeça e distúrbios do sistema nervoso. Em 1887, Pemberton vendeu a fórmula para Asa Candler que, em 1892, registrou a “Coca-Cola Company” como sociedade anônima, no estado da Georgia.

Em 1895, A Coca-Cola já havia conquistado os Estados Unidos e, na virada do século, chegara aos seus vizinhos mais próximos: Canadá, Inglaterra, Cuba e Porto Rico. Em 1919, começou a escalada mundial que a estabeleceu em cerca de 200 países, inclusive na ex-União Soviética e na China.

A Coca-Cola sempre manteve importantes contatos externos, os mais importantes deles através dos presidentes norte-americanos. O presidente Dwight Einsenhower (acionista da empresa) costumava brindar cm Coca-Cola em vez de champagne, nos banquetes oficiais.

No Brasil, o caminho para a entrada da Coca-Cola foi aberto no dia 31 de outubro de 1939, quando GetúlioVargas baixou um decreto modificando o uso de aditivos químicos em refrigerantes no país. Essa polêmica mudança na  legislação permitiu a utilização do ácido fosfórico que, segundo pesquisas médicas, pode se combinar com o  cálcio no organismo das pessoas e, assim, provocar “descalcificação” de ossos e dentes.

Você, como eu, deve conhecer uma série de outras “utilidades” da Coca-Cola, não é verdade?

Hoje, a Coca-Cola tem mais de 50 fábricas no Brasil e detém mais de 50% do mercado nacional de refrigerantes. O império mundial da Coca-Cola, porém, continua ligado à sua matriz, em Atlanta, nos Estados Unidos. As filiais estrangeiras têm apenas o trabalho de dar um tratamento industrial final aos produtos da empresa, cuja base continua sendo o xarope desenvolvido por Pemberton. O principal negócio da empresa é a venda de franquias com o direito de usar o xarope e a marca.

Nada abala a liderança que a Coca-Cola consolidou no mercado de refrigerantes, nos últimos 100 anos.

Como já disse alguém, “gosto não se discute”!

(A.D.)

Cuidado com os produtos de “nossa” marca!!!

terça-feira, 27 de julho de 2010

Você, como eu, com certeza sempre deu preferência a determinados produtos: esta marca de leite, aquela marca de presunto, aquele sabão em pó, e assim por diante.

Porém, acredito que muitas vezes, você como eu, já foi “tentado” a  “trocar” o produto que usualmente compra, por um mais barato que leva a “marca” do supermercado de sua preferência, não é verdade?

Pois bem, assim agindo, muitas vezes “entramos pelos canos!”

Dentre os mercados que frequento, um deles é da rede DIA, onde há cerca de quinze dias, fui tentado a experimentar o leite condensado e o salame fatiado e embalado a vácuo que levam a chancela DIA.

Que infeliz idéia a minha!

O leite condensado é aguado e o salame tem gosto de coisa nenhuma, cheiro de abatedouro mal lavado e aspecto escurecido (deve-se notar que não estava vencido, não. O vencimento ainda estava distante).

Bem, para encurtar a história, joguei tudo no lixo (uma lata de leite e duas embalagens de 100g cada de salame) e, indignado, mandei um email para o SAC da rede DIA, dizendo exatamente, o que disse acima.

O que aconteceu? NADA! Absolutamente nada!

Nenhuma resposta! Simplesmente desconheceram a minha indignada crítica!

Quer dizer que eu pago o produto, ele não me agrada e eu não tenho o direito, como consumidor, de reclamar?

Vamos jogar o “Código de Defesa do Consumidor” na lata de lixo, como fiz com aqueles produtos? Não! De minha parte NÃO!

E agora, o que vai acontecer? É simples. Nunca mais, mas nunca mais mesmo, pisarei em alguma loja dessa rede.

Agora me responda: se sempre agissemos assim, elas não passariam a mudar o seu prepotente comportamento?

Tenho certeza que sim.

Ninguém é melhor do que ninguém.

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Certo dia, um alfinete e uma agulha encontraram-se numa cesta de costuras. Estando os dois desocupados, começaram a discutir. Cada um se considerava melhor e mais importante do que  o outro.

“-Afinal, qual é mesmo a sua utilidade?” disse o alfinete para a agulha. “E como pensa você vencer na vida se não tem cabeça?”

“-A sua crítica não procede” respondeu a agulha rispidamente.

“-Responda-me agora de que lhe serve a cabeça se você não tem olho? Não é mais importante poder ver?

“-Ora, e de que lhe vale seu olho se há sempre um fio impedindo a sua visão?” retrucou o alfinete.

Mais irritada ainda, a agulha respondeu:

“-Pois fique sabendo que mesmo tendo um fio atravessando o meu olho, eu ainda posso fazer muito mais do que você.”

Enquanto se ocupavam nessa discussão, uma senhora pegou a cesta de costura, desejando coser um pequeno rasgo no tapete. Enfiou a agulha com linha bem resistente e se pôs a costurar.

De repente a linha emaranhou-se, formando uma laçada que dificultou o acabamento da costura. Apressada, a mulher deu um puxão violento que rompeu o olho da agulha.

Tendo que ultimar aquele trabalho, ela amarrou a linha na cabeça do alfinete e conseguiu dar os pontos finais, mas na hora de arrematar, a cabeça do alfinete se desprendeu.

Impaciente com tudo, jogou a agulha e o alfinete na cesta e saiu resmungando.

Ambos estavam enganados: o alfinete e a agulha! Nenhum dos dois era tão versátil que pudesse julgar-se com o direito de se considerar melhor do que o outro. E tem mais, nenhum dos dois era insubstituível!

Recordando a História (II): Governo de João Goulart

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Jango assumiu a Presidência em 7 de setembro de 1961. Seu mandato foi marcado pelo confronto entre as diferentes políticas econômicas para o Brasil, conflitos sociais, greves urbanas e rurais.

Em 1962, com plebiscito nacional, o parlamentarismo foi derrubado, retomando o Regime Presidencialista.

João Goulart realizou um governo contraditório. Procurou estreitar as alianças com movimento sindical, mas paralelamente tentou implementar uma política de contenção salarial.

Criou o Plano Trienal de Desenvolvimento Econômico e Social (reformas de base: reforma agrária, educacional, bancária e outras).

Porém com o anúncio destas reformas aumentou a oposição ao governo, que acabou perdendo o apoio das classes dominantes.

A crise se precipitou no grande comício de 13 de março de 1964, em frente à Estação Central do Brasil, no Rio de Janeiro, onde Jango buscou apoio popular para as suas reformas de base.

Esse foi o acontecimento sem retorno, pois os conservadores unidos aos militares depuseram João Goulart em 1º de abril de 1964.

Próximo Recordando a História (III):

Regime Militar

Você conhece esta?

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Um mecânico está desmontando o cabeçote de uma moto quando ele vê na oficina um cirurgião cardiologista muito conhecido.

Ele está olhando o mecânico trabalhar.

O mecânico pára e diz?

“-Hei, doutor, posso lhe fazer uma pergunta?

O cirurgião, um tanto surpreso, concorda e vai até a moto na qual o mecânico está trabalhando.

O mêcânico  diz:

“-Doutor, olhe este motor. Eu abro seu coração, tiro válvulas, conserto-as, ponho-as de volta e fecho novamente, e, quando eu terminei, ele volta a trabalhar como se fosse novo. Como é então que eu ganho tão pouco e o senhor ganha tanto, quando nosso trabalho é praticamente o mesmo?

O cirurgião dá um sorriso, se inclina e fala baixinho no ouvido do mecânico:

“-Tente fazer isso com o motor funcionando!

A Raposa e o Pequeno Príncipe

segunda-feira, 26 de julho de 2010

…Então apareceu a raposa.

“-Bom dia”, disse a raposa.

“-Bom dia”, respondeu o principezinho.

“-Quem és tudo?” perguntou ele.

“-Sou uma raposa”, disse a raposa.

“-Vem brincar comigo. Estou tão triste”, disse o principezinho.

“-Eu não posso brincar contigo”, disse a raposa.

“-Não me cativaste ainda”.

“-Cativar? Que significa cativar?”

“-Significa criar laços”.

“-Criar laços?”

“-Exatamente”, disse a raposa. “Tu não és para mim senão um garoto igual a cem mil outros garotos. E eu não tenho necessidade de ti. E tu não tens necessidade de mim. Não passo a teus olhos de uma raposa igual a cem mil outras raposas.

Mas se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás para mim único no mundo. E serei para ti única no mundo.

Conhecerei um barulho de passos que será diferente dos outros.

Vês lá longe os campos de trigo? Eu não como pão. O trigo para mim é inútil. Os campos de trigo não me lembram

Coisa alguma. Mas tu tens cabelos cor de ouro. Então, será maravilhoso quando me tiveres cativado. O trigo, que é dourado, fará lembrar-me de ti. E eu amarei o barulho do vento no trigal.

Fonte: “O Pequeno Príncipe” de Antoine de Saint Exupéry

20% do eleitorado brasileiro nunca foi à escola.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

É uma triste constatação.

O Tribunal Superior Eleitoral aponta que, de cada 5 pessoas aptas a votar neste ano, uma é analfabeta ou nunca frequentou uma escola.

O pleito terá 8 milhões de analfabetos. Outros 19 milhões declararam saber ler e escrever, mas sem terem passado por salas de aula.

Eu diria, e creio que o amigo e amiga concordarão comigo, que se trata de um dado assustador!

Como esses eleitores escolhem parlamentares e governantes? É inegável que esse tipo de eleitor é mais sujeito ou mais vulnerável a propostas clientelistas de compra e venda de votos.

Conhece a piada daquele sujeito que perguntou ao “coronel” da cidade:

‘-Coronel, em quem NÒS votamos?

E o “coronel” respondeu:

“-Não te interessa! O voto é secreto!

Acho que não é preciso dizer mais nada. Aos maus políticos, sempre interessou “currais eleitorais“, formados, principalmente, por eleitores analfabetos.

É de se lamentar!

Posso brincar com você Ariano(a)?

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Quando alguém lê algo sobre o seu signo, sempre procura as qualidades positivas, não é verdade? Pois bem. A minha amiga Olga Luzia me enviou um texto muito hilário. Vamos a ele?

ÁRIES

Áries é um signo irritante. Barraqueiro. Mandão. Mimado.
È o primeiro signo do zodíaco, então é a criança, é o que dá o impulso e seu elemento é o fogo. E por ser a criança é o pentelho, o birrento , o chato.

Áries é o que inicia , é o pioneiro, o precursor e um líder nato.Tem muita energia , é dinâmico , ousado e gosta de romper limites.

È muito fácil fazer um (a) ariano(a) de bobo (a). È só dar a ilusão que ele está no comando, no poder. Finja que ele está certo , e aja do seu jeito pelas costas.

Pessoas de câncer e escorpião fazem isto direitinho.Capricórnio quando quer o poder também. Ou seja, sempre.

Arianos, na parte profissional, quase sempre se dão bem, pois tem energia e iniciativa. Mas podem ser muito competitivos e quando são contrariados, costumam meter a mão na cara.

Na cama, são tão fogosos que cansam a gente. Querem quantidade.
Chega a ser irritante. Você quer assistir a novela,e está lá o ariano com olhares de volúpia querendo entrar em ação…

São os reis das encoxadas em ônibus , das cantadas no transito.
È sempre aquele açougueiro bagaceiro que passa aquela cantada imunda na feira.
Mas quando estão apaixonados, ficam loucos, entram na sua vida, dão palpites sobre seus amigos, decoração da sua casa, e planejam fazer tudo, juntos. Se deixar, um ariano assiste sua depilação de virilha.

A mulher ariana é brava, independente e dona de si.
Muitas não casam, porque não suportam a idéia de um homem mandando nelas.

Geralmente são líderes em empresas ou tem o próprio negócio.

Sabe aquela amiga que você pode ligar as 03:00 da manhã, que ela topa ir a um forró?

È a ariana.

Ela pode acordar as 06:00 da manhã, ir para ginástica,trabalhar o dia todo, fazer inglês no almoço ,chegar em casa, limpar a cozinha, estudar com as crianças, transar com o marido, espanca- lo em seguida (principalmente se for de peixes ou libra) e depois pedir desculpas, ler um romance e finalmente ir dormir.

Quanta energia!!!

Olha só pessoas de Áries famosas:

Homens: Cazuza ,Airton Senna , Lima Duarte, Antônio Fagundes ,Roberto Carlos, Charles Chaplin ,Marlon Brando.

Mulheres: Adriane Galisteu, Xuxa ,Ana Maria Braga ,Sarah Jessica Parker, Diana Ross, Billie Holiday.

Próximo signo: TOURO.  NÃO PERCA!!!