Arquivo de agosto de 2011

FRASE DO DIA: “Em votação secreta, 357 comparsas decidem que Jaqueline Roriz merece continuar no clube dos cafajestes”. (Augusto Nunes, jornalista)

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

O  POVO  PEDIA:

MAS… OS  COMPARSAS  PENSARAM:

“-AMANHà PODEREI  ESTAR  NO  LUGAR  DELA”

“A prosperidade é uma parte integral do evangelho, assim como a cura e a salvação. A pobreza não se inclui nos planos de Deus para o homem”. (Chris Okotie, ex-estrela do mundo pop que se tornou pastor da igreja “Casa de Deus” em Lagos, Nigéria)

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Em um país tão religioso, o local onde se reza é considerado cada vez mais importante. E um número crescente dos 70 milhões de cristãos nigerianos está seguindo os chamados “ensinamentos da prosperidade”.

Um dos pregadores desses ensinamentos é Chris Okotie (foto), ex-estrela do mundo pop que se tornou pastor da igreja Casa de Deus. Ele defende que o crescimento espiritual pode se traduzir em prosperidade financeira.

Dono de uma fortuna pessoal estimada em US$ 10 milhões, o pastor diz que não há porque se envergonhar da riqueza.

“A prosperidade é uma parte integral do evangelho, assim como a cura e a salvação”, diz Okotie. Para ele, a pobreza não se inclui nos planos de Deus para o homem.

Mas o fato de alguns pastores figurarem nas listas das pessoas mais ricas da Nigéria tem despertado críticas.

Leo Igwe, do Movimento Humanista da Nigéria, acusa as igrejas de terem se convertido em negócios, atraindo pessoas pobres em situação de desespero.

Tais acusações, porém, não parecem abalar a devoção dos fiéis. Sendo ou não empreendimentos de negócios, as igrejas da prosperidade se tornaram um dos principais produtos de exportação da Nigéria.

Fonte: Estado

NOTA DO BLOG:

VOCÊ JÁ NÃO “ASSISTIU ESSE FILME” POR AQUI?

Nelson e Léa já fizeram mais novelas que qualquer ator famoso, chegando a participar, como figurantes, de três folhetins da globo ao mesmo tempo, além de vários comerciais. Você pode chamá-los de “TARCÍSIO & GLÓRIA Lado B”.

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Passados 22 anos da eleição de Fernando Collor de Mello, seu Nelson e dona Léa ainda se arrependem pelos dois votos confiados ao ex-presidente.

Meses antes da posse , seu Nelson vendeu as mais de 20 filiais de sua transportadora no interior de São Paulo. O dinheiro estava na conta à época do confisco. Ambos tinham 46 anos quando encontraram-se quebrados e sem perspectiva.

Vendo o marido fenecer de depressão, Léa sugeriu que deixassem Campinas, onde viveram por oito anos. Um de seus dois filhos estudava no Rio de Janeiro. Mudaram-se para Copacabana. Léa fazia supermercado quando foi abordada por uma olheira de figuração. Nunca ouvira aquela palavra antes.

Durante 20 anos o casal viveu como figurante. O profissionalismo, a educação e a elegância tornaram ambos requisitados. Tiraram DRT (o registro que permite aos atores trabalhar profissionalmente), tiveram cenas com fala e por duas vezes foram o casal do ano na publicidade, atuando em mais de 300 comerciais.

Sob olhar atento, poderiam ser percebidos nos três horários das novelas da Globo. Ele como juiz, advogado ou empresário, ela de socialite. Faziam, em média, R$ 3.500 por mês.

Não foram poucas as noites em que Nelson voltou para casa depois de um dia de trabalho, espremeu-se em seu divã de 1,5 m x 0,8 m e sentiu-se menor que o próprio móvel.

Na pirâmide de poder de um set, figurantes ocupam a base. Chegam primeiro e vão embora por último, comem após a produção, sem direito a repetir, recebem 60 dias depois do trabalho e escutam desaforos de todo tipo de besta com crachá.

Atores como José de Abreu e Malvino Salvador já foram obrigados a se retratar por fazer piadas comparando-os a animais -o que é incomum. Não a piada, mas retratar-se por ela.

Já no primeiro dia de filmagem, o casal quis desistir. Continuou por falta de opção. Até se acostumar, segundo Nelson, “a viver de um jeito humilhante em um jardim muito belo”.

Mas foram seduzidos pelo lado artístico. Nelson recorda com emoção a madrugada em que foi gravar uma externa. Abriu um livro e sentou-se para esperar. O cenário foi montado, chegaram as câmeras e, muito depois, entrou o personagem Nerso da Capitinga, puxando uma vaca com coroa de papel. A cena havia nascido diante dos seus olhos.

No apartamento de três quartos, aos fundos da avenida Atlântica, a televisão nunca exibe novelas, só musicais e ópera. O único registro que o casal guarda das duas décadas de figuração é um pôster da campanha do Cebion, na cozinha. Nele, aparecem somente os dois, se olhando, sorrindo, saudáveis, na praia, alegremente surpreendidos pelas ondas.

É da praia que Nelson hoje tira seu sustento. Léa foi a primeira a parar com as novelas, há cinco anos. Nelson trabalhou até o começo deste ano, quando, cansado, adquiriu as luvas de uma barraca no Leme, segundo ele, “um ambiente democrático”. Ao menos sob o Sol, todos ainda são iguais.

Autora: Antonia Pellegrino (Contos Cariocas)

NOTA DO BLOG:

Nesse texto, merece destaque  a referência ao comportamento desumano dos atores globais JOSÉ DE ABREU e MALVINO SALVADOR, comparando os figurantes a ANIMAIS. Na tela eles parecem tão BONZINHOS e SIMPÁTICOS, não é verdade? É. Muita gente tem duas caras. Até os astros da Globo. 

O projeto fantasma para a Copa já custou R$ 6,2 milhões ao Brasil. Ela está sendo chamada de “A COPA DA CORRUPÇÃO”!!!

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

A pouco menos de três anos para a Copa do Mundo de 2014, começam a surgir os primeiros indícios de corrupção envolvendo as obras para o Mundial, que vai ocorrer no Brasil. O governo federal repassou 6,2 milhões de reais a um sindicato de cartolas do futebol para um projeto da Copa que nunca saiu do papel.

Sem licitação, o Ministério do Esporte contratou o Sindicato das Associações de Futebol (Sindafebol), presidido pelo ex-presidente do Palmeiras Mustafá Contursi, para fazer o cadastramento das torcidas organizadas dentro dos preparativos para o Mundial. O contrato foi assinado no dia 31 de dezembro de 2010 e todo o dinheiro liberado, de uma vez só, em 11 de abril deste ano. O projeto, porém, jamais andou.

NOTA DO BLOG:

Responda rápido: ESTE PAÍS É SERIO?

E-S-T-E P-A-Í-S N-Ã-O É S-É-R-I-O !!! Câmara mantém mandato de deputada que recebeu dinheiro sujo.

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

A Câmara dos Deputados decidiu manter o mandato da deputada Jaqueline Roriz (PMN-DF), que aparece em vídeo recebendo dinheir sujo das mãos de Durval Barbosa, o operador e delator do esquema de corrupção no governo do DF.

Para cassar o mandato,  seriam necessários os votos de 265 deputados, mas apenas 166 aprovaram o relatório do deputado que recomendou a cassação.

Do total de votantes, vinte se abstiveram. A votação foi secreta. Prevaleceu o argumento da defesa, segundo o qual um parlamentar não pode ser acusado de quebra de decoro por ato praticado antes do exercicio do seu mandato.

Charge: Sponholz

NOTA DO BLOG:

FANTÁSTICO o argumento da defesa. Quer dizer que, se descobrirem que o deputado  era assaltante de banco, por exemplo, que teria participado do assalto ao Banco Central, nada aconteceria, porque o delito foi cometido ANTES da eleição? O mesmo se diga se ele ERA pedófilo, homicida, estuprador?

De Gaulle tinha razão: ESTE PAÍS NÃO É SÉRIO!!!!!

“Roupa suja” sendo lavada em casa: primeira-dama da Rede TV! vira alvo ao vivo, em sua própria emissora.

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Daniela Albuquerque virou alvo na TV. Depois de ser vítima de uma piada pesada de Rafinha Bastos no “CQC”, da Band, com direito a pedido de desculpas uma semana depois, a moça foi agredida no ar, na própria emissora do marido, a Rede TV!.

A apresentadora Keila Lima, que dividia o comando do “Manhã Maior” com Daniela, foi dispensada do canal e aproveitou seu último dia no ar para lavar a roupa suja. 

Na terça-feira (30), Keila deu a entender que Daniela era uma ingrata, pois “tinha ensinado tudo de TV a ela”. Disse também que a Rede TV! é uma emissora “com poucos recursos”.

Atônita com o que a colega começou a falar no ar, ao vivo, Daniela tentou interromper a parceira, sem sucesso. “Quero aproveitar o meu último momento de fama para me despedir. Obrigada pela oportunidade de ter ensinado tudo a você, Dani, eu fiquei muito preocupada em ter que ensinar alguém”.

“Tenho orgulho de ter trabalhado com vocês da produção, que mesmo trabalhando doze horas por dia, com poucos recursos, fazem um ótimo programa. Logo estarei em outro canal”, disse Keila, que foi substituída na quarta-feira (31) por Regina Volpato.

Daniela ainda tentou interromper outras vezes, dizendo que a Rede TV! era uma emissora com alta tecnologia e que os profissionais de lá eram muito felizes, mas levou um corte. “Eu não terminei. Deixa eu me despedir!”, pediu Keila Lima.

A iniciativa de Keila Lima rendeu confusão nos bastidores da emissora. Os ânimos tiveram de ser acalmados por gente da produção.

Mesmo com a troca de apresentadoras, a audiência do “Manhã Maior” hoje (31) não passou da casa de 1 ponto. Cada ponto equivale a 58 mil domicílios na Grande SP.

Confira o vídeo com a lavação de roupa suja:

Fonte: FOLHA

EMISSORAS “NACIONALISTAS”: SBT, Record e Rede TV! não exibiram filme NACIONAL em 2010.

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

A Globo investiu mais em cinema nacional do que a TV Cultura em 2010. Esse e outros dados fazem parte de um novo relatório da Ancine (Agência Nacional de Cinema). O estudo traz o monitoramento da veiculação de obras audiovisuais na TV aberta em dez emissoras brasileiras: Bandeirantes, CNT, Globo, MTV Brasil, Record, RedeTV!, SBT, TV Brasil, TV Cultura e TV Gazeta.

Segundo o relatório, SBT, Rede TV! e Record não exibiram nenhum filme nacional no ano passado. A Band se limitou a um único título do segmento.

O canal que mais investiu em cinema nacional no ano passado foi a TV Brasil, com a exibição de 80 filmes. A Globo vem em segundo lugar, com 79 títulos, e a TV Cultura em terceiro, com 73.

Em 2010, a TV aberta brasileira exibiu 1.749 filmes. Destes, 1.516 eram longa-metragens estrangeiros e 233, brasileiros. Os gringos abocanharam 86,5% das horas destinadas a filmes na TV aberta e a turma nacional, 13,5%. Mesmo assim, a participação do cinema brasileiro na TV aberta vem crescendo. Em 2009, foram exibidos 206 títulos nacionais.

A campeã dos blockbusters estrangeiros é a Globo, com 786 longas internacionais. Na sequência vêm o SBT, que exibiu 321, a Band, com 169, e a Record, com 106.

NOTA DO BLOG:

A pesquisa só não fala no exorbitante número de REPRISES, como ocorre, por exemplo, na SESSÃO DA TARDE da Globo.

Certa vez eu tomava um café numa padaria. A televisão estava ligada. Começava a “Sessão da Tarde”. A jovem atendente perguntou ao rapaz que servia os cafés:

“-Esse filme já passou?”

Ele, prontamente, respondeu:

“-Essa SEMANA ainda não!”

“Que bom seria se todos pensassem e agissem como o amigo Fernando!!!”

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Chega de maus tratos contra os animais. Eles não são brinquedos. Não são objetos para a prática de esporte.

Respeito a profissão do vaqueiro, peão, etc. É um trabalho honesto se feito com respeito ao outro ser vivo da espécie diferente.

A necessidade alimentar, por enquanto, exige o sacrifício dos animais para o sustento do Homem. Isso não quer dizer que o animal não tenha uma vida plena, feliz, tranquila e segura, obrigações que o profissional deve ter com o animal ao se dedicar a essa lida.

Por ir ao abate não quer dizer que o Homem tem o direito de torturá-lo e mal tratá-lo. O abate deve ser feito da forma mais rápida e indolor possível.

Animais sentem dor, medo, angústia. Possuem as sensações do prazer, bem estar, alegria. Qualquer um que conviva com eles percebe isso. Não adianta negar.

O Rodeio é uma forma cruel de tratar os animais. Sempre acompanhados pela dor, desconforto, angústia e medo. Total covardia e falta de respeito por outro ser vivo.

Não é diferente da Rinha de Galos, Rinha de Cães ou a Farra do Boi, todos proibidos por Lei.

Os praticantes do rodeio na sua grande maioria se dizem tementes a Deus. Se dizem pessoas religiosas. Pensem no que seu Deus acha do que vocês estão fazendo com as criações Dele. Depois não vai adiantar ir à igreja para se fazer parecer um Homem de bem.

São todos COVARDES.

Autor: Fernando Fontoura Rivoire