Arquivo de novembro de 2011

VOCÊ NÃO FEZ A INSPEÇÃO VEICULAR? NÃO TEMA!!! Radares NÃO MULTAM falta de inspeção veicular em SP.

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Motoristas que desrespeitam a inspeção veicular em São Paulo conseguem passar impunes pelos 177 radares anunciados pela prefeitura no fim de 2010 para detectar a desobediência à vistoria.

Os veículos só recebem a multa ambiental (R$ 550) se forem flagrados pelos equipamentos cometendo também outro tipo de infração de trânsito –como excesso de velocidade e desrespeito ao rodízio.

Entre janeiro e julho de 2010 houve menos de 142 mil motoristas multados, ante mais de 1,5 milhão de veículos com a vistoria atrasada.

A prefeitura não explicou por que isso ocorre, mas integrantes da gestão Gilberto Kassab (PSD) confirmaram extraoficialmente a situação, citando um imbróglio jurídico: infrações ambientais não poderiam ser fiscalizadas pela pasta de Transportes.

Fonte: Folha.com

Amy Winehouse canta ‘Garota de Ipanema’

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

LIGUE O SOM, CLIQUE E OUÇA.

NOTA DO BLOG:

Esta música é uma das faixas de Lioness: Hidden Treasures, disco póstumo da cantora Amy Winehouse.

O lançamento será em 2 de dezembro e o álbum conta com:

1 – Our Day Will Come
2 – Between The Cheats
3 – Tears Dry on Their Own
4 – Wake Up Alone
5 – Will You Still Love Me Tomorrow
6 – Valerie
7 – Like Smoke
8 – The Girl From Ipanema
9 – Halftime
10 – Best Friends
11 – Body & Soul
12 – A Song For You

A perda de sabor dos alimentos, efeito colateral da químio, está abalando o humor de Lula. A amigos que telefonaram e perguntaram se ele está bem, Lula respondeu que se sente “PÉSSIMO”. Na realidade, sr. Luiz Inacio, PÉSSIMO mesmo é não sentir sabor dos alimentos por NÃO TER O QUE COMER!!!

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Você está com a turma da “GOTA D’ÁGUA” ou com a turma da “TEMPESTADE EM COPO D’ÁGUA”?

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Alunos de engenharia civil e economia da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), DEFENSORES da construção da usina de Belo Monte no rio Xingu (PA), produziram vídeo em resposta ao projeto “GOTA D’ÁGUA” que reune atores da Rede Globo numa campanha CONTRA a instalação da hidrelétrica.

No vídeo, os estudantes usam roteiro semelhante ao utilizado na gravação dos artistas.

O grupo criou ainda o movimento “TEMPESTADE EM COPO D’ÁGUA”, uma sátira a campanha original.

Sobre o alagamento de área verde para a instalação da usina, os alunos argumentam que a “floresta já vem sendo desmatada ilegalmente na Amazônia a troco de nenhum ganho econômico e social”. Eles defendem ainda o “emprego de recursos gerados pela usina em benefícios para a região”.

Para Sebastião de Amorim, professor da Unicamp que participa do vídeo, “Belo Monte será um belíssimo projeto sobre os aspectos econômico, social e ambiental”.

VEJA O VÍDEO DOS ASTROS E ESTRELAS GLOBAIS:

VEJA O VÍDEO DOS ESTUDANTES:

NOTA DO BLOG:

Eu fico com os estudantes, portanto a favor da construção de Belo Monte. E você? Deixe o seu comentário.

IMORALIDADE EXPLICITA! CADEIA NELES!

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Um convênio entre o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e a Prefeitura de São Paulo permitiu à Controlar o acesso ILEGAL a dados sigilosos de milhões de donos de veículos. Essa é acusação do Ministério Público Estadual (MPE), que não só vê fraude e improbidade administrativa na manutenção do convênio como pede sua ruptura.

Segundo os promotores Roberto Almeida Costa e Marcelo Daneluzzi, os dados do Detran não poderiam ser usados por empresa particular. E, ainda que pudessem, o convênio foi assinado por um delegado de cargo subalterno, ou seja, sem atribuição legal para firmar esse tipo de acordo – que legalmente caberia ao diretor do Detran.

Sem o convênio, a Controlar não teria como impedir o licenciamento de quem não faz inspeção veicular e a Prefeitura não teria como multar os veículos. Isso significaria, na prática, o fim daINSPEÇÃO pelo modelo atualmente adotado na cidade de São Paulo.

A Controlar aloja nos bancos de dados oficiais registros dos veículos aprovados e reprovados na inspeção. Tem assim, segundo o MPE, acesso a endereços, telefones, números de CPF e outros dados cadastrais protegidos de donos de veículos. “E isso sem qualquer controle”, dizem os promotores.

 Fonte: O Estado de São Paulo

NOTA DO BLOG:

E o tal do Kassab continua se julgando o “rei da cocada preta”!  Que se ANULE tudo o que foi feito até hoje, que os culpados devolvam aos cofres públicos aquilo que foi “subtraído” dos cidadãos e que estes recebam de volta o dinheiro gasto nesta “trama” armada pelos quadrilheiros! Ah! E CADEIA NELES!!!

Depois de tudo isso, que algum administrador que não seja o atual, retome o processo com CLAREZA e TRANSPARÊNCIA. Processo esse que é CONTESTADO, pois a culpa não cabe apenas aos usuários de veículos. Leia o TEXTO ABAIXO e vai concordar conosco.

Em 3 de janeiro de 2011, postamos aqui: INSPEÇÃO VEICULAR: PODE ATÉ SER LEGAL (será mesmo?) MAS É IMORAL!!!

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Estima-se que a frota de veículos circulantes na cidade de São Paulo, seja de 4,7 milhões. Eles poluem o ar? Sim, todos concordam. Foi aí, que o exmo. sr. prefeito Gilberto Kassab teve uma “brilhante” idéia: a da Inspeção Veicular!!!

“Vamos punir e tirar de circulação os poluidores”, deve ter pensado ele.

Contratou uma empresa particular chamada “Controlar” para realizar uma rigorosa verificação em cada veículo, cobrando a “módica” tarifa de R$ 56,44 (este valor, multiplicado pela frota, chegaria à fantástica quantia de 265 MILHÕES DE REAIS em números redondos!)

Na realidade, este valor tende a ser maior, pois o digníssimo alcáide permitiu um reajuste que eleva a tarifa.

Alguém poderia dizer: mas isso não é justo? A atitude do prefeito não é correta? A resposta é: NÃO, NÃO É JUSTO, NÃO É CORRETO, É IMORAL!!!

É o mesmo que querer tarifar o “PEIDO” dos bois e vacas em todo o planeta, pois são eles os grandes responsáveis pelos gases  ( produzem 900 bilhões de toneladas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

de metano (CH4), gás poluente mais potente que o dióxido de carbono (CO2), ambos responsáveis pelo aumento da temperatura no planeta. e que atacam a camada de ozônio).

Como afirmou o brilhante jornalista Hélio Schwartsman, não há dúvida de que carros mal regulados poluam mais. Só que essa é apenas uma ponta do processo e talvez não a mais importante.

Um modo mais inteligente de melhorar o ar que respiramos é atuando sobre a qualidade dos combustíveis.

Em vez de lidar com  milhões de proprietários de veículos para obter resultados no varejo, trataríamos com meia dúzia de atores, a Petrobras e os fabricantes de veículos, e os êxitos viriam no atacado. Só que nosso histórico aqui é bastante sofrível.

Apesar de a Petrobras se auto-proclamar uma campeã do meio ambiente, segue vendendo um óleo diesel que se conta entre os mais venenosos do planeta.

Em alguns pontos de distribuição, ele chega a conter 1.800 ppm (partes por milhão) de enxofre, contra um padrão de 10 ppm exigido na Europa e no Japão.

Pior, a estatal descumpriu uma resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) que mandava baixar o teor de enxofre para 50 ppm até 2009. Não estão previstas melhoras substanciais pelo menos até 2013.

Também seguimos bem atrás do padrão sanitário cobrado nos países desenvolvidos em vários outros parâmetros do combustível, como o monóxido de carbono e as olefinas e compostos aromáticos (que acabam produzindo o ozônio). A única exceção notável é o chumbo, que teve sua utilização na gasolina banida em 1989.

Outra maneira eficaz de melhorar a qualidade do ar é pela via fiscal.

Na maioria das nações civilizadas, carros velhos, que poluem mais, são sobretaxados. Por aqui, como a tributação não leva a questão ambiental em conta, pagam menos imposto, no que configura um estímulo à má qualidade do ar.

Faz sentido pedir que cada proprietário de veículo dê sua contribuição para que tenhamos uma cidade mais saudável, mas é complicado exigi-lo quando o próprio poder público deixa de fazer a sua parte. É aí que surge o sentimento de revolta.

É aí que, encerrando, eu afirmo que estou torcendo para que alguém entre na justiça, comprove a inconstitucionalidade (?) dessa malfadada inspeção veicular, sejam reembolsados aqueles que já recolheram essa tarifa e os demais não sejam obrigados a submeterem o seu veículo a ela.

NOTA DO BLOG EM 28 de NOVEMBRO DE 2011:

A promotoria, um tanto tardiamente, tomou a providência que sugeríamos em 03 de janeiro, alegando a inadequada escolha da Controlar por parte da prefeitura e solicitando punição ao prefeito Kassab.

Vamos aguardar. Voltaremos ao assunto.

EM TEMPO:

Muita gente está gastando uma “nota preta” para “regularizar” o seu carro perante a Controlar. Em contra partida, conheço a proprietária de um “fusca”, caindo de “maduro”, soltando um terrível cheio de gasolina a cada acelerada, que PASSOU NO EXAME!!!

Suco de romã pode frear metástase de câncer de próstata

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Pesquisadores da Universidade Riverside, da Califórnia, identificaram componentes no suco de romã que podem inibir os movimento de células cancerosas e a metástase do câncer de próstata.

A descoberta, diz Manuela Martins-Green, uma das pesquisadoras, pode ainda ter impacto no tratamento de outros tipos de câncer.

Quando o câncer de próstata reaparece no paciente depois de tratamentos como cirurgia e/ou radiação, geralmente o próximo passo é a supressão do hormônio masculino testosterona, um tratamento que inibe o crescimento das células cancerosas, pois elas precisam do hormônio para crescer.

Mas, com o tempo, o câncer desenvolve formas de resistir também a esse tratamento, se transforma em um câncer muito agressivo e sua metástase ataca a medula óssea, pulmões, nódulos linfáticos e geralmente resulta na morte do paciente.

O laboratório americano aplicou o suco de romã em células de câncer de próstata cultivadas em laboratório que já eram resistentes à testosterona – quanto mais resistente à testosterona uma célula cancerosa é, maior é a sua tendência à metástase.

Os pesquisadores então descobriram que as células tratadas com o suco de romã que não morreram com o tratamento mostraram uma maior adesão, o que significa que menos células se separavam, e também queda na movimentação dessas células.

Em seguida os pesquisadores identificaram os grupos ativos de ingrediente no suco de romã que tiveram impacto molecular na adesão das células e na migração de células cancerosas no câncer de próstata já em estado de metástase.

“Depois de identificá-los, agora podemos modificar os componentes inibidores do câncer no suco de romã para melhorar suas funções e fazer com que eles sejam mais eficazes na prevenção da metástase do câncer de próstata, levando a terapias com remédios mais eficazes”, disse Manuela Martins-Green.

Outros tipos de câncer

A pesquisadora afirma que a descoberta pode ter impacto no tratamento de outros tipos de câncer.

“Devido (ao fato de) os genes e proteínas envolvidas no movimento das células de câncer de próstata serem essencialmente os mesmos que os envolvidos no movimento de células em outros tipos de câncer, os mesmos componentes modificados do suco poderão ter um impacto muito mais amplo no tratamento do câncer”, afirmou.

Manuela Martins-Green explicou ainda que uma proteína importante produzida na medula óssea leva as células cancerosas a se mover para a medula onde elas poderão formar novos tumores.

“Mostramos que o suco de romã inibe a função dessa proteína e, assim, esse suco tem o potencial de evitar a metástase das células do câncer de próstata para a medula”, disse.

Os próximos planos da pesquisadora são fazer testes adicionais em um organismo vivo com câncer de próstata em em fase de metástase para determinar se os mesmos componentes que foram eficazes nas células cultivadas em laboratório poderão evitar a metástase sem efeitos colaterais.

Fonte: BBC Saúde

Os brasileiros sonham com a Mega-Sena? Os espanhóis formam filas pelo “Gordo de Navidad”, esperança contra a crise.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

A fila serpenteia por dezenas de metros. Apesar da crise, na Espanha, os supersticiosos preferem arriscar um pouco de suas magras economias num palpite, na tradicional loteria de Natal, o famoso “Gordo de Navidad”.Na casa lotérica “Doña Manolita” em Madri, Ester Rubio, de 21 anos, diz que as pessoas sempre têm a esperança de que a sorte as escolha. A moça faz parte de uma triste estatística: no país, um em cada dois jovens estão desempregados.Na pequena rua central de Madri, as pessoas esperam, pacientemente, durante horas para poder comprar, por 20 euros, seu precioso bilhete.

“Passei o ano economizando para isto. Compro precisamente por causa da crise e será mais do que no Natal passado”, explica Julia García, de 65 anos, que pretende gastar “pelo menos 80 euros”.Vou distribuir o prêmio “com meus cinco filhos”, comenta. “Se tiver um dinherinho a mais, ficaremos bem melhor”, ilude-se, enquanto espera sua vez.

“Doña Manolita” é considerada mítica, uma vez que a loja já teve vários ganhadores do “Gordo”, o prêmio tradicional criado há mais dois séculos.

“A loteria de Natal está no DNA dos espanhóis”, destaca Juan Antonio Gallardo, diretor da Empresa Nacional de Loterias.

“Não há nada igual em nenhuma parte do mundo”, afirma. “As vendas no ano passado chegaram a 2,7 bilhões de euros, não há nenhum outro sorteio no mundo que possa vender tanto”, assegura, destacando que a loteria “está enraizada na sociedade espanhola”.Todos na Espanha conhecem o ritmo monótono das vozes dos meninos do colégio San Ildefonso (foto abaixo), estudantes de um antigo orfanato de Madri, encarregados de cantar os números premiados nos dias 22 de dezembro.

O ritual é compartilhado, também, pelas famílias, os amigos, os colegas ou os fregueses mais assíduos dos cafés, que preferem fazer um ‘bolão”, jogando o mesmo número para dividir, depois, o dinheiro, se tiverem sorte de ganhar.

Para este ano, o “Gordo” de Natal teve sua dotação aumentada para 400.000 euros (530.000 dólares) por bilhete ganhador.

Apesar da crise, quatro em cada cinco espanhóis vão tentar a sorte e seu gasto médio supera os 60 euros.

Uma quantia importante para os bolsos castigados por mais de três anos de crise, mas não custa sonhar com o prêmio, que vai repartir 2 bilhões e 520 milhões de euros (3 bilhões e 335 milhões de dólares).

Em meio às expectativas, a loteria espera aumentar a arrecação para 3 bilhões e 600 milhões de euros, 70% dos quais serão, como sempre, para os jogadores, o que o converte no sorteio mais “generoso” do mundo, destaca Gallardo.

O consumo caiu em picado na Espanha, mas os espanhóis parecem decididos a afastar as perspectivas econômicas sombrias, pelo menos no Natal.

Vão gastar, em média, 668 euros, isto é, 13 euros a mais que no Natal de 2010, segundo estudo realizado pela agência Deloitte.

“Aproveitar” as festas e “evitar pensar na crise” são os principais motivos mencionados pelos compradores.

“Você tem o direito de sonhar com o ‘Gordo’, o maior da história”, proclama em letras garrafais sobre um fundo de praia paradisíaca um cartaz colado nos quiosques de venda lotérica na Puerta del Sol, perto de “Doña Manolita”.

Agora, um aviso: os bilhetes terminados por 13, já estão esgotados. Mas as fantasias têm formas mais razoáveis.

“Liquidar a hipoteca”, respondem, em coro, Marta Rodríguez e Jaime González, ambos de 25 anos, que se comprometeram a pagar, durante mais de 30 anos, por um pequeno apartamento de 100.000 euros, num subúrbio de Madri.

Fonte: Correio Braziliense