Arquivo de agosto de 2012

Frase do Dia: “João Paulo Cunha, no fim das contas, tinha uma certa razão ao se comparar a Getúlio Vargas. Assim como o presidente, ele também entrou para a história, ainda que pela porta dos fundos”. (Rogério Gentile, jornalista)

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Charge: Amarildo

NOTA DO BLOG:

É um descarado esse corrupto que se compara ao saudoso Getúlio Vargas.

Vamos ao Cinema? Estreiam nas telonas (31/AGOSTO)

sexta-feira, 31 de agosto de 2012
  •  “OS MERCENÁRIOS 2″
  • Título original: The Expendables 2
  • Gênero: Ação e Aventura
  •  Duração: 102 min.
  • Origem: Estados Unidos
  • Estreia: 31/08/2012
  • Direção: Simon West
  • Roteiro: Sylvester Stallone e David Agosto
  • Distribuidora: Imagem Filmes
  • Censura:
  • Ano: 2012

Sylvester Stallone lidera o maior e mais famoso grupo de mercenários do cinema! Ao aceitarem uma missão aparentemente simples, o grupo é surpreendido por uma emboscada e Tool (Mickey Rourke) é assassinado. Tudo se complica mais ainda quando a filha de Tool resolve fazer justiça com as próprias mãos e acaba capturada. Jean-Claude Van Damme e Chuck Norris se unem a este super time ao lado de Jason Statham, Bruce Willis, Jet Li, Dolph Lundgren e Arnold Schwarzenegger nesta missão cheia de ação.


“INTOCÁVEIS”
Título original: The Intouchables
Gênero: Comédia e Drama
Duração: 112 min.
Origem: França
Estreia: 31/08/2012
Direção: Olivier Nakache e Eric Toledano
Roteiro: Olivier Nakache e Eric Toledano
Distribuidora: Califórnia Filmes
Censura: 12 anos
Ano: 2011

Considerado um fenômeno mundial, Intocáveis traz a história de um aristocrata que contrata um jovem para ser o seu cuidador após um acidente de parapente, o que o deixou tetraplégico. O que era para ser um período experimental, acaba virando uma grande aventura. Amizade, companheirismo e confiança são os elementos que transformam esse filme tocante e inesquecível.

“PROCURA-SE UM AMIGO PARA O FIM DO MUNDO”
Título original: Seeking a Friend for the End of the World
Gênero: Comédia, Drama e Romance
Duração: 101 min.
Origem: Estados Unidos
Estreia: 31/08/2012
Direção: Lorene Scafaria
Roteiro: Lorene Scafaria
Distribuidora: Paris Filmes
Censura: 14 anos
Ano: 2012

Dodge (Carell) foi abandonado pela esposa após descobrir que um meteoro se chocará com a Terra em um curto espaço de tempo. Seus planos de viver alguns dias de amor enquanto o fim se aproxima começam a se realizar, quando ele se aproxima de sua vizinha (Keira Knightley), que se convida a participar da – antes solitária – jornada, carregando nada além de seus discos favoritos.

“UM HOMEM QUALQUER”
Gênero: Comédia e Drama
Duração: 90 min.
Origem: Brasil
Estreia: 31/08/2012
Direção: Caio Vecchio
Roteiro: Caio Vecchio
Distribuidora: Pipa Filmes
Censura:
Ano: 2009

Jonas (Eriberto Leão) é um desempregado com mais de 30 anos e utopias que resistem à maturidade. Morador de São Paulo, está cansado do massacre diário da megalópole, a falta de dinheiro, tempo, afeto e perspectiva. Apesar disso, ele ainda acredita que uma vida mais simples e justa seja possível. É quando conhece e se apaixona por Lia (Nanda Costa), uma jovem atriz de teatro. As obsessões de um homem romântico vão convergindo a um ato criminoso, quando seu amigo Tico (Norival Rizzo) propõe o seqüestro de um rico estrangeiro, como forma de resolver todos os seus problemas financeiros. Ciente de que crimes políticos têm suas penas abrandadas, Jonas e Tico arquitetam uma estratégia ideológica para o sequestro e envolvem Lia no plano.

“A REBELIÃO”
Título original: L’ordre et la Morale
Gênero: Ação, Drama e História
Duração: 136 min.
Origem: França
Estreia: 31/08/2012
Direção: Mathieu Kassovitz
Roteiro: Mathieu Kassovitz e Benoît Jaubert
Distribuidora: Imovision
Censura:
Ano: 2011

Uma história real: abril de 1988, na ilha de Nova Caledônia, 30 policiais são feitos reféns por um grupo que luta pela independência do país. 300 soldados franceses são enviados para restaurar a ordem. O conflito coloca frente a frente o capitão Philippe Legorjus, capitão da força especial francesa e Dianou Alphonse, líder dos rebeldes. Através de valores comuns, eles vão tentar resolver o conflito pelo diálogo, mas no meio de uma eleição presidencial, os interesses políticos ditam as regras.

Pensamento do Dia: “Tive ataques de riso ao ler o texto “Um senhor compra vinho no mercado”, de Luís Colombini. Leis insensatas como essa, segundo a qual supermercados devem exigir o RG a compradores de bebidas alcoólicas, parecem ter como intuito constranger o cidadão. O funcionário do supermercado fica constrangido em ter que pedir o RG, por exemplo, a um senhor de cabelos brancos, que também fica constrangido em ter que mostrá-lo. Enfim, há leis tão ridículas que às vezes, penso que são redigidas em hospícios. (José Roberto de Macedo – Embu das Artes-SP).

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

COMO JÁ DISSE EM POST AQUI PUBLICADO RECENTEMENTE, SE “CHOVESSE ARREIOS”… POBRE GOVERNADOR!!! SERIA SOTERRADO!!!

Os mensaleiros e os ladrões de galinha

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Depois de todos os elogios ao Supremo Tribunal Federal, aberta que está a avenida para a condenação da maioria dos mensaleiros, surge o primeiro buraco no asfalto.

Ironicamente, coube ao caminhão do ministro Cezar Peluso diminuir a marcha, ele que até prisão determinou para os primeiros cinco réus. Porque ao fixar a pena para o deputado João Paulo Cunha, Marcos Valério, Henrique Pizzolato e dois penduricalhos, o mestre parou nos seis anos. Três por corrupção passiva e três por peculato. Significa que pela lei vigente o ex-presidente da Câmara teria direito a regime semi-aberto, caso não recebesse outra condenação por lavagem de dinheiro. Traduzindo: ficaria em casa durante o dia, obrigado apenas a dormir na cadeia.

A pergunta que se faz é porque, então, o ladrão de galinha fica preso durante o inquérito e o julgamento e, depois, continua trancado em tempo integral, sem direito a beneficio. Por ser pobre, não dispor de excepcionais advogados e carecer de diploma universitário? Deveria ser a lei igual para todos. Quantas galinhas poderiam ser compradas com os 50 mil reais oferecidos por Marcos Valério? Muitas mais, até um aviário, por conta do contrato de publicidade celebrado entre eles.

Claro que a pena para esse primeiro lote de bandidos não estava completa. Mais um voto em favor da acusação de lavagem de dinheiro, dado pelo presidente Ayres Brito, determinou que os seis anos de prisão aumentem, nesse caso em regime fechado. Resta aguardar, sem desejos de vingança, mas tendo presente haver chegado a oportunidade de a Justiça demonstrar serem todos iguais perante a lei.

por Carlos Chagas

A qualidade dos médicos no Brasil

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

O Brasil é medalhista no número de escolas médicas. Temos a medalha de prata, com 196 escolas em atividade. Perdemos apenas para a Índia. China e EUA, países com população bastante superior –e, no caso dos EUA, muito mais rico– contam com 150 e 137 escolas médicas cada.

A expansão se acentuou desde a década de 1990, principalmente no ensino privado, mas também no público. Muitos cursos, inclusive de instituições públicas, abrem sem hospital-escola ou mesmo uma rede básica de ambulatórios para o treinamento prático.

Não bastasse a expansão desordenada, vivemos uma invasão de médicos formados no exterior, muitos deles brasileiros, vindo principalmente de Cuba e da Bolívia.

Segundo estimativas do Colégio Médico da Bolívia, há 25 mil brasileiros em cursos de medicina lá. Ausência de vestibular, mensalidades irrisórias e o baixo custo de vida comparado com o Brasil atraem os jovens para o eldorado boliviano.

O problema é que, além de essas escolas terem centenas de alunos por turma, nelas falta tudo, inclusive pacientes para o treinamento prático. A tentativa de revalidação de diploma desses candidatos a médicos revela números alarmantes.

Nossas universidades estatais têm autonomia para realizar a avaliação de egressos de universidades estrangeiras. Por causa da baixa qualidade das avaliações em alguns locais e por pressão de entidades médicas, o Inep criou em 2010 o Revalida, exame para unificar esta avaliação.

Aderiram ao projeto piloto 37 instituições públicas de ensino superior. Na primeira edição, de 517 inscritos, somente dois foram aprovados. Na segunda edição, em 2011, de 677 inscritos, apenas 65 foram aprovados (9,6%). Ainda não temos data para o exame em 2012, por quê?

Hoje, as escolas médicas no Brasil oferecem 16.892 vagas por ano. Nos programas de residência, padrão para formação de especialistas, há 10.196 vagas de acesso direto disponíveis para os recém-formados.

Desconsiderando a ociosidade nos programas de residência e as desistências durante o curso, podemos inferir que só 60% dos médicos têm acesso à especialização. Entram no mercado, sem treinamento adicional, mais de 6.000 médicos ao ano.

O exame realizado desde 2005 pelo Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) é prova da péssima qualidade da formação médica no Brasil. Em sete anos, 46,7% dos 4.821 alunos que realizaram o exame foram reprovados.

Como a adesão era voluntária, é cabível supor que os alunos que se consideravam mais bem preparados prestaram o exame. Aguardamos os números do exame de 2012, que será obrigatório para os formados no Estado de São Paulo, mas ainda não restringirá o exercício profissional em caso de reprovação.

Cabe ressaltar que o Revalida e o exame do Cremesp são provas básicas, que avaliam a capacidade de diagnóstico e tratamento de doenças frequentes. Muito diferentes dos exames de seleção para a residência, que têm caráter eliminatório e são mais abrangentes e complexos.

Tal contingente de médicos mal formados, sem especialização, entra no mercado de trabalho e nele fica por cerca de 40 anos. Muitas vezes não sabe coletar a história clínica nem examinar o paciente. Solicita exames além do necessário, pois não soube chegar ao diagnóstico na consulta.

São médicos que não sabem interpretar exames e terminam encaminhando o paciente para recursos de maior complexidade, superlotando hospitais e prontos-socorros, abarrotados de casos que deveriam ter sido resolvidos no posto de saúde.

Não existem duas medicinas. Os que defendem a abertura indiscriminada de faculdades com o argumento de ampliar o acesso da população aos médicos, ou como ouvimos frequentemente para “formar médicos para o SUS”, são os responsáveis pela precarização da saúde dos brasileiros e pelo desperdício dos insuficientes recursos que nosso sistema de saúde dispõe.

Está instalado o SUS pobre de resolubilidade para os mais carentes. Enquanto isso, os políticos vão se consultar nos hospitais privados e nos grandes hospitais públicos universitários, onde só entra médico com título de especialista.

JOSÉ BONAMIGO, 35, clínico e hematologista, é tesoureiro da Associação Médica Brasileira; FLORENTINO CARDOSO, 50, cirurgião oncológico, é presidente da Associação Médica Brasileira

Ilustração: Cesar Habert Paciornik

O SIGNIFICADO DA MARCA “AE Total”. Toda marca deve ser veículo de valores e conceitos de sua representada (instituição, empresa, produto, serviço, etc). A marca da “AE Total” foi construída sob essa premissa, e carrega em sí valores muito amplos.

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

A sensibilidade social de Aldir Blanc

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

O desabamento de parte do viaduto da Av. Paulo de Frontim, na Tijuca (RJ), numa tarde de sábado em 21/11/1971, inclusive, com vítimas fatais, foi um ato que, infelizmente, ladeado aos dias difíceis, onde havia censura, prisões, torturas, mortes, exílio etc , crimes impostos pela ditadura militar vigente no Brasil desde 1964, e também a figura de Charles Chaplin levaram o psiquiatra, escritor e poeta Aldir Blanc invocar o seu infindo veio poético para escrever O Bêbado e A Equilibrista.

                                           JOÃO BOSCO E ALDIR BLANC

Mais do que um um clássico tornou-se um hino na época da ditadura e da anistia, que foi musicado por João Bosco e gravado por Elis Regina.

O BÊBADO E A EQUILIBRISTA

João Bosco e Aldir Blanc

Caía a tarde feito um viaduto
E um bêbado trajando luto
Me lembrou Carlitos…

Tal qual a dona do bordel
Pedia a cada estrela fria
Um brilho de aluguel

E nuvens!
Lá no mata-borrão do céu
Chupavam manchas torturadas
Que sufoco!
Louco!
O bêbado com chapéu-coco
Fazia irreverências mil
Pra noite do Brasil.
Meu Brasil!…

Que sonha com a volta
Do irmão do Henfil.
Com tanta gente que partiu
Num rabo de foguete
Chora!
A nossa Pátria
Mãe gentil
Choram Marias
E Clarisses
No solo do Brasil…

Mas sei, que uma dor
Assim pungente
Não há de ser inutilmente
A esperança…

Dança na corda bamba
De sombrinha
E em cada passo
Dessa linha
Pode se machucar…

Azar!
A esperança equilibrista
Sabe que o show
De todo artista
Tem que continuar…

VAMOS RECORDAR?

Fonte: Tribuna da Internet

Mutação genética pode explicar porque as mulheres vivem mais do que os homens

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Segundo dados recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a expectativa de vida do brasileiro nascido em 2010 alcançou 73,4 anos. Em comparação com dados de 1960, a perspectiva de vida aumentou 25,4 anos (era de 48 anos).

Apesar desse aumento de vida ser geral, muitas pesquisas mostram que os homens vivem menos que as mulheres. No Brasil, por exemplo, a expectativa de vida dos homens era de 69,73 anos em 2010, e das mulheres, 77,32 anos, uma diferença de sete anos, sete meses e dois dias.

Os homens têm 4,5 mais chances de morrer na juventude do que as mulheres. A sobremortalidade masculina tem seu pico aos 22 anos de idade, quando a chance de um homem morrer é 4,5 vezes maior do que a de uma mulher. Conforme ficam mais velhos, essa diferença diminui, mas, aos 70 anos, a chance de um homem morrer é mais de 1,5 maior do que a chance de uma mulher da mesma idade morrer.

Por quê? Os homens não se cuidam? Alimentam-se pior? Não vão ao médico? Têm mais comportamentos de risco que as mulheres?

Pode ser que tudo isso seja verdade, mas um novo estudo da Universidade Monash (Austrália) indica que um componente genético pode favorecer as mulheres: mutações no DNA da mitocôndria. Elas podem explicar as diferenças na expectativa de vida de machos e fêmeas.

Sim, machos e fêmeas, porque essa expectativa de vida maior é vista nas fêmeas de várias espécies, não somente nos seres humanos.

As mitocôndrias (abaixo), que existem em quase todas as células animais, são vitais para a vida porque convertem o que comemos em energia que alimenta nosso corpo. As mitocôndrias têm seu próprio DNA, separado do DNA que reside no núcleo da célula (que é o que pensamos quando falamos de genoma).

Os pesquisadores analisaram diferenças de longevidade e envelhecimento biológico em moscas machos e fêmeas que carregavam mitocôndrias de diferentes origens. Ou seja, as moscas da fruta (Drosophila melanogaster) (ao lado) tinham, todas, o mesmo DNA celular, mas possuíam DNA mitocondrial de 13 diferentes populações de moscas da fruta ao redor do mundo.

Eles descobriram que a variação genética entre estas mitocôndrias estava relacionada à expectativa de vida no sexo masculino, mas não no feminino.

Isso significa que as inúmeras mutações no DNA mitocondrial afetam o quanto os homens vivem e a velocidade com que envelhecem, mas não afetam em nada as mulheres.

Os cientistas especulam que as mutações podem ser totalmente atribuídas à forma como os genes mitocondriais são passados de pais para filhos. Enquanto as crianças recebem cópias da maioria de seus genes de ambos os pais e as mães, elas só recebem genes mitocondriais de suas mães.

 Isto significa que o “controle de qualidade” da evolução, conhecido como seleção natural, apenas filtra a qualidade de genes mitocondriais em mães. Se uma mutação mitocondrial que prejudica apenas os pais ocorre, ela passa “sem querer” pelo olhar da seleção natural. Ao longo de milhares de gerações, muitas dessas mutações que prejudicam machos se acumulam.

Ou seja, normalmente, a seleção natural ajuda a manter mutações prejudiciais ao mínimo, garantindo que não sejam transmitidas para a prole. Mas, se uma mutação do DNA mitocondrial é perigosa apenas para os machos, mas não para as fêmeas, não há nada que impeça a mãe de passá-la para seus filhos e filhas.

Isso significa que os machos estão “ferrados” para sempre? Não, como é evidenciado pelo fato de que eles não foram extintos ainda. É possível que o genoma nuclear – o DNA que herdamos de nossos dois pais – esteja compensando a deficiência mitocondrial nos homens. Em outras palavras, os homens cujos genomas podem neutralizar os efeitos desagradáveis de mutações mitocondriais podem se sair melhor e transmitir seus genes de forma mais eficaz.

O próximo passo da pesquisa é investigar os mecanismos genéticos que podem ajudar os homens a anular os efeitos dessas mutações prejudiciais e se manterem saudáveis.

por Simone de Moraes (Portal Câmara em Pauta)