R E P E T E C O: Deixe para trás erros do passado e arrependimentos, ensina o livro “JOGUE FORA 50 COISAS”

Autor: Oswaldo Amaral | Tags: , , , , ,

Deixando para trás os arrependimentos e erros do passado

Quando perguntaram ao ator americano Jimmy Durante (foto ao lado) se ele tinha algum arrependimento, ele respondeu, bem-humorado:

“-Milhões. Mas felizmente não consigo lembrar de nenhum deles.”

Todos deveríamos ter a mesma sorte. Mas na maioria dos casos, não é das boas coisas que lembramos. Concentramo-nos nos arrependimentos, nas coisas que gostaríamos de ter feito diferente, nos supostos erros que cometemos. Na verdade, não apenas nos concentramos neles; acordamos no meio da noite remoendo-se; nós os engrandecemos, pintamo-os com cores vivas num tela de alta definição e eles gritam conosco com a determinação e entusiasmo de um lançador de discos nas olimpíadas.

Será que eu sou a única que faz isso? Não, não pode ser. Se eu fosse, nossa civilização teria ido muito mais longe. Teríamos acabado com a fome no mundo, estabelecido a paz mundial e descoberto as outras formas de vida no espaço que tanto andamos procurando. Mas é difícil sermos brilhantes, ou só mesmo inteligentes, para não dizer totalmente engajados numa busca válida e gratificante, quando ficamos paralisados pelas memórias de todas as nossas burradas anteriores.

Recentemente, conheci uma mulher chamada Heidi e ela me contou que sempre teve tanto medo de errar que em toda a vida e carreira só tentara fazer coisas que ela tinha certeza que conseguiria.

“Então você pode imaginar o quanto minhas experiências foram limitadas até agora”, disse ela, com uma risada seca. Acho que você poderia dizer que Heidi também é sortuda, porque, mais ou menos como Jimmy Durante (mas por razões diferentes), ela não tem grandes erros de que se arrepender. Por outro lado, ela também não tem nenhum grande sucesso. Na verdade, ela tem um arrependimento: não ter se esforçado mais, não ter tido (ao menos até agora) a emoção de arriscar tudo por alguma coisa, ou até por alguém por quem fosse apaixonada. Mas não se preocupem: eu e Heidi estamos mudando essa situação. Decidimos que ela vai parar com isso; que vai se livrar da necessidade de ter certeza de que será bem-sucedida; que vai tentar coisas novas e se arriscar mais. Na verdade, ela tem o compromisso de trazer para mim uma lista de fracassos e erros dentro de seis meses. E garanto que, além dessa lista, ela terá sucessos maravilhosos para contar também.

A questão é: você não pode alcançar um grande sucesso se não aceitar a possibilidade de um grande fracasso. Os dois caminham de mãos dadas. Todos sabemos disso. Então por que ficamos tão chateados quando fazemos besteira? Acho que há duas razões.

Um: todos temos a ideia resistente de que temos que ser perfeitos, sem erros, acima de qualquer crítica ou reprodução.

Dois: todos levamos nossos fracassos e erros para o lado pessoal.

NOTA DO BLOG:

 ”Jogue Fora 50 Coisas”  venceu o prêmio Books for a Better Life (Livros para uma vida melhor)  ano passado. A obra foi escrita por Gail Blanke (foto ao lado), especialista em motivação e organização, que mora em Nova York, com o marido e as duas filhas, e aparece regularmente no programa televisivo “Sunday Morning”.

Em sua empresa, a Lifedesigns, ela trabalha com homens e mulheres que buscam potencializar suas vidas pessoais e profissionais.

É também colunista das revistas americanas “Real Simple” e “Body + Soul”.

2 comentários para “R E P E T E C O: Deixe para trás erros do passado e arrependimentos, ensina o livro “JOGUE FORA 50 COISAS””

  1. Realmente não sou de ficar curtindo coisas passadas. Lógico que tem coisas que sei que poderia ter feito melhor ou ter deixado pra lá. Mas acho que não conseguiria listar nem 20 coisas que eu jogaria fora (material, emocional e psicologicamente). Mas vou tentar…. quem sabe me vem o registro, né?
    Abraço

  2. Sempre achei que é perda de tempo remoer aquilo que passou e não pode ser modificado. “Bola pra frente” sempre foi o meu lema.

Deixe um comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.