Posts com a Tag ‘família’

É TÃO FÁCIL FAZER UMA CRIANÇA FELIZ

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Filho ganha um cachorro de presente dos pais. Filho e pais se emocionam com a chegada do Mathias na família. Emocione-se você também.

LIGUE O SOM, CLIQUE, ABRA A TELA E…EMOCIONE-SE.

Vídeo retirado do Facebook

Frase do Dia: “Malu agora é minha esposa, minha família, minha inspiração pra cantar”. (Daniela Mercury, assumindo a sua homossexualidade e o seu romance com Malu Verçosa)

quinta-feira, 4 de abril de 2013

DANIELA

DANIELA MERCURY E A “ESPOSA” MALU VERÇOSA

NOTA DO BLOG:

Ao que tudo indica, a “fechadura do armário” esteve “emperrada” esses anos todos.

ÁLBUM DE FAMÍLIA

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Charge: Antonio Filho

Os dez mandamentos da terceira idade.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012
1º- Não se aposente da vida pra se tornar a praga da família. A vida é atividade, e o verdadeiro elixir da eterna juventude é o dinamismo.  Não despreze as ocupações enquanto tiver energia para as lutas cotidianas. Se não tiver nada pra fazer vá caminhar, passear no shopping, jogar baralho na praça, qualquer coisa, menos aporrinhar os outros!

2º- Seja independente e preserve a sua liberdade, mesmo que seja dentro de um quartinho. Quem renuncia ao próprio lar, obriga-se a andar na ponta dos pés, pra evitar atritos com noras, genros, netos e outros parentes. Se possível more num flat, já vi o preço: em São Paulo, fica cerca de 2 mil  e 500 reais por mês (o casal) – viúvo é mais barato – no bairro dos jardins: tem tv a cabo, internet, piscina, sauna, lavanderia, café da manhã servido na mesa, salão de jogos, sala pra ver tv com outros moradores – tudo incluído no preço… você não paga água, luz, internet… e tem bastante gente pra conversar, fazer novas amizades… MELHOR USAR SUAS ECONOMIAS PARA TER UM RESTO DE VIDA FELIZ! NÃO ECONOMIZE NO ITEM “MORADIA”… a próxima vai ser a última E DEFINITIVA! Aproveite a penúltima com tudo a que TEM DIREITO!

3º - Mantenha o governo da sua própria bolsa. Ajude os seus filhos financeiramente, na medida das suas posses;  reserve uma parte para emergências. Tenha o melhor plano de saúde que puder pagar. Se você depender do governo, TÁ NO SAL!

4º- Cultive a arte da amizade como se fosse uma planta rara, cercando os familiares e AMIGOS de cuidados, como se fossem flores. Se a sua memória estiver falhando, anote numa agenda sentimental as datas mais importantes das suas vidas, e compartilhe com eles a alegria de estar presente. Como você é um velho do século XXI, aprenda a mexer com a Internet: programe todos os aniversários em seu email… ele informará  você com antecedência…. você nunca esquecerá nada!

5º- Cuide da sua aparência e seja o mais atraente possível.  Não seja um daqueles velhos relaxados, que exibem caspa na gola do paletó e manchas de gordura na roupa, que revelam o cardápio da semana. Nunca despreze o uso de água e sabão. Vá ao salão de beleza uma vez por mês, pelo menos: a moça vai fazer sua unha, seu pé, cabelo e barba…não tem preço ficar com ela te agradando por uma gorjeta! VISTA-SE COMO UM LORD! NADA DAQUELA BERMUDAS XEXELENTAS, MOLETONS ROSAS E SAPATINHOS DE VELHO…

6º- Seja cordial com os seus vizinhos. Evite implicar-se com o latido do cachorro, o miado do gato, o lixo fedorento na calçada ou o volume do rádio. Um bom vizinho é sempre um tesouro, especialmente se os parentes morarem distantes. SEJA ESPERTO: USE UM MP3 E OUÇA MÚSICA COM FONES DE OUVIDO PARA SE LIVRAR DOS BARULHOS QUE TE CHATEIAM… UM FRANK SINATRA, JOBIM, CHARLIE PARKER, NAT KING COLE… ACALMARÃO VOCÊ E O FARÃO LEMBRAR DOS BONS TEMPOS…SEM SAUDOSISMO…SE ESTIVER DEPRESSIVO ATAQUE DE ELVIS, BEATLES, CREEDENCE, ROLING STONES..TUDO DO NOSSO TEMPO!

7º- Cuidado com o nariz, e não se intrometa na vida dos filhos adultos. Eles são seres com cérebro, coração, vontade, e contam com muitos anos para cometerem os seus próprios erros. FECHE A MATRACA!
 

8º- Fuja do vício mais comum da velhice, que é a “presunção”. A longa vida pode não lhe ter trazido sabedoria. Há muitos que chegam ao fim da jornada, tão ignorantes como no início dela. FAÇA DE CONTA QUE VOCÊ NUNCA VIVEU NADA! EXPERIÊNCIA NÃO SE PASSA! FIQUE SÓ OBSERVANDO OS ERROS E NÃO SE META, A MENOS QUE ALGUÉM PEÇA A SUA OPINIÃO, RESISTA À VONTADE DE DA-LA…TUDO O QUE É DE GRAÇA, NÃO TEM VALOR! Deixe que a “humildade” seja a sua marca mais forte.
9º- Os cabelos brancos não lhe dão o privilégio de ser ranzinza e inconveniente. Lembre-se de que toda paciência tem limite, e que não há nada mais desagradável do que alguém desejar a sua morte. Aprenda jogar xadrez,  usar o MSN, ORKUT… OCUPE SUA MENTE COM OUTRA COISAS! NÃO ENCHA O SACO DOS OUTROS!
 
10º- Não seja repetitivo, contando a mesma história três, quatro, cinco vezes. Quem olha só para o passado, tropeça no presente e não vê a passagem para o futuro.
FIQUE DE BOCA FECHADA E SERÁS UM SÁBIO! LEMBRE-SE QUE VOCÊ TEM DOIS OUVIDOS E UMA BOCA SÓ: ISSO NÃO É POR ACASO!
(desconheço a autoria) 

Nem Sempre…

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Nem Sempre o Natal é Colorido …

Nem Sempre o Natal é passado Junto da Família debaixo de um Teto …

Nem Sempre o Natal é passado com uma Ceia e Presentes …

Nem Sempre o Natal é uma Época de Felicidade e Harmonia …

Mas o Natal é e sempre será uma Época de Reflexão e Solidariedade …

NOTA DO BLOG:

Nunca se esqueça: DIVIDINDO você está MULTIPLICANDO.

CONHECE? FAMÍLIA ADAMS BRASILEIRA

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Charge: Benett

TÔ VELHO!!! QUE COISA BOA!!!

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Eu nunca trocaria meus amigos surpreendentes, minha vida maravilhosa,
minha amada família por menos cabelo branco ou uma barriga mais lisa.

Eu não me censuro por comer biscoito extra, ou por não fazer a minha cama,
ou para a compra de algo bobo que eu não precisava, como uma escultura de
cimento,  mas que parece tão “avant garde” no meu pátio.

Enquanto fui envelhecendo, tornei-me mais amável para mim,
e menos crítico de mim mesmo.  Eu me tornei meu próprio amigo …

Eu tenho direito de ser desarrumado, de ser extravagante.

Vi muitos amigos queridos deixarem este mundo cedo demais, antes de
compreenderem a grande liberdade que vem com o envelhecimento.

Quem vai me censurar se resolvo ficar lendo ou jogando no computador
até as quatro horas e dormir até meio-dia?

Eu Dançarei ao som daqueles sucessos maravilhosos dos anos 60 & 70,  e se eu, ao mesmo tempo, desejar chorar por um amor perdido …  Eu vou.

Vou andar na praia em um short excessivamente esticado sobre um corpo
decadente,  e mergulhar nas ondas com abandono, se eu quiser, apesar dos
olhares penalizados dos outros no jet set.

Eles, também, vão envelhecer.

Eu sei que eu sou às vezes esquecido.  Mas há mais, algumas coisas na vida
que devem ser esquecidas.  Eu me recordo das coisas importantes.

Claro, ao longo dos anos meu coração foi quebrado. Como não pode quebrar
seu coração quando você perde um ente querido, ou quando uma criança sofre,
ou mesmo quando algum amado animal de estimação é atropelado por um carro ?

Mas corações partidos são os que nos dão força, compreensão e compaixão.
Um coração que nunca sofreu é imaculado e estéril e nunca conhecerá a alegria de ser imperfeito.

Eu sou tão abençoado por ter vivido o suficiente para ter meus cabelos grisalhos,
e ter os risos da juventude gravados para sempre em sulcos profundos em meu rosto.

Muitos nunca riram, muitos morreram antes de seus cabelos virarem prata.

Conforme você envelhece, é mais fácil ser positivo. Você se preocupa menos com o que os outros pensam. Eu não me questiono mais. Eu ganhei o direito de estar errado.

Assim, para responder sua pergunta, eu gosto de ser velho. Ele me libertou. Eu gosto da pessoa que me tornei.

Eu não vou viver para sempre, mas enquanto eu ainda estou aqui, eu não vou perder tempo lamentando o que poderia ter sido, ou me preocupar com o que será.

E eu vou comer sobremesa todos os dias (se me apetecer).

Que nossa amizade nunca se separe porque é direto do coração !

(desconheço a autoria)

REPETECO: Muito de tudo

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Os menores de 30 podem não acreditar, mas houve um tempo no Brasil -anos 70, por aí- em que cada família só dispunha de um carro. O qual ficava com o chefe da dita, que o usava para ir trabalhar e o trazia de volta à noitinha. No fim de semana, os filhos disputavam o carango, e o pai podia cedê-lo ou não -Rita Lee fez uma música sobre isso, “Papai, Me Empresta o Carro”. Claro que de há muito já não é assim.

Com o telefone, idem. Até fins dos anos 80 (juro!), raras as famílias que tinham mais de um. Não de mais um número, mas de mais um aparelho.

Por circunstâncias da época, era mais complicado comprar um telefone do que ir a Adis Abeba. Tínhamos de apelar para pistolões, contratar despachantes, subornar autoridades. Numa disputa de herança, os herdeiros se pegavam por causa do aparelho. E, para se ter uma ideia, telefone era investimento. Hoje, meu vendedor de coco na praia tem três ou quatro celulares pendurados na sunga, e ainda acha pouco.

O mesmo com os televisores. Não que fosse proibido ter mais de um -ao contrário. É que não se usava. Nas décadas de 60 e 70, por exemplo, tanto fazia ter como não ter TV em casa -eu próprio, às vezes, passava anos sem, e sem sentir a menor falta. E então começou a história de um aparelho na sala e outro no quarto.

Hoje, como sabemos, em casa ou na rua, onde quer que você esteja -salas de espera, táxis, aviões, elevadores-, há uma tela ligada.

Com o computador foi diferente. Do trambolho exclusivo das grandes empresas, que ocupava um andar inteiro e ao qual só os técnicos tinham acesso, passamos direto para o computador individual, o PC, que até eu e menores de cinco anos conseguem manobrar.

Mas ainda é cedo para dizer se isso nos fará tão neuróticos e estressados quanto o excesso de carros, telefones e aparelhos de TV.

Autor: Ruy Castro