Posts com a Tag ‘filha’

Isabel dos Santos, filha do presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, que segundo a revista Forbes é a primeira bilionária da África, justifica a sua fortuna dizendo para os angolanos que uma cobra, pertencente ao seu marido, “cospe dinheiro” todos os dias. (ah,ah,ah,ah,ah). Os PeTralhas vão dizer que o Lula tem uma cobra igual e que o dinheiro do mensalão veio desse ofídio petista. (hehehehe)

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

A revista Forbes acaba de incluir a angolana  Isabel dos Santos na lista dos 40 mais ricos de África. Segundo a publicação, a primogénita do Presidente José Eduardo dos Santos, que dispõe de investimentos nos setores bancário, diamantífero e de telecomunicações, entre outros, controla uma fortuna estimada em 500 milhões de dólares.

NOTA DO BLOG:

Dizem que Isabelzinha, como é conhecida “carinhosamente” em Angola, já é dona de metade de Portugal.

Nem a solidariedade da filha o animou?

quarta-feira, 16 de maio de 2012

O capitão Rogier Meijer não suportava sobre os ombros o peso daquele rebaixamento. Ao empatar em 1 a 1 com Den Bosch, o De Graafschap estava destinado a jogar a segunda divisão holandesa na próxima temporada. Sentado no chão, o meio-campista de 30 anos, líder do time, balançava a cabeça, desolado.

Uma menina loura, 4 anos, sai das arquibancadas e caminha sobre o gramado. É Saar, filha de Meijer. Ela veste camiseta com o número do pai às costas. Tenta consolar o capitão, mas o capitão está inconsolável. A menina toca a mão em seus ombros, aponta outro rumo. Mas Meijer apenas desaba sobre o gramado.

A cena familiar, de 20 segundos, foi publicada no último domingo, dia do jogo, no canal do YouTube da liga holandesa de futebol.

NOTA DO BLOG:

O comportamento do jogador/pai foi severamente criticado por milhares de internautas que assistiram o vídeo no YouTube. A maioria dizia que ele foi extremamente insensível.

Tenho para comigo que, insensíveis são esses internautas que foram incapazes de avaliar o sofrimento mental pelo qual o jogador passava pelo rebaixamento da equipe na qual ele é líder.

5 frases que você NÃO deve dizer ao seu filho

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Você certamente sabe que o primeiro contato de uma criança com o mundo acontece dentro da família e que os adultos, portanto, tem um papel fundamental na formação da personalidade e identidade social de uma criança. Por isso, tanto os seus atos quanto aquilo que você diz para o seu filho tem grande importância – e podem ter um impacto positivo ou negativo sobre ele.

Segundo a  professora de psicologia da faculdade Pequeno Príncipe (PR) , ligada ao hospital de mesmo nome, Mariel Bautzel, toda a estrutura psíquica e social de uma pessoa é formada na primeira infância.

“Não é raro vermos adultos que não sabem lidar com os próprios sentimentos ou que desconfiam muito do outro”, explica a especialista. Para ela, a causa pode estar lá atrás, na infância.

Pensando nisso, com a ajuda de Mariel e também da psicoterapeuta do hospital Infantil Sabará (SP), Germana Savoy, listamos cinco frases que você NÃO deve dizer ao seu filho.

“Pára de chorar”
A clássica frase inibe a expressão do sentimento da criança, sendo que o ideal é que você a ensine a lidar com as próprias emoções.

“Sempre aconselho que os pais mostrem uma alternativa para o filho. Uma boa saída é pedir que eles mantenham a calma no momento do choro”, diz Germana.

“Volte já para a sua cama, isso é só um sonho”
Até os 5 ou 6 anos, os pequenos não sabem diferenciar com precisão o mundo real do mundo dos sonhos, por isso eles não entendem bem quando você disser que aquilo que elas vivenciaram não é real. O melhor é acalentá-lo, dizer que o medo logo vai passar e colocá-lo para dormir na cama dele novamente.

“Essa injeção não vai doer”
Mentir para o seu filho faz com que a relação de confiança entre vocês seja quebrada. Fale sempre a verdade. Além da dor da injeção, ele também vai ficar magoado por ter sido enganado.

“Você não aprende nada direito”
Crianças que tem uma referência negativa de si mesmas obviamente ficam com a autoestima prejudicada, explica Germana. E, como elas ainda possuem um mecanismo de defesa pouco desenvolvido, tudo o que um adulto disser terá um impacto enorme. Dizer que elas são burras, ou que nunca vão aprender matemática, por exemplo, pode fazer com que realmente acreditem que tem essas fraquezas.

“Se você não me obedecer, eu vou embora”
A criança tem de aprender a respeitar os pais pela autoridade – e não por medo de perdê-los ou, pior ainda, de serem maltratados. Ameaças e chantagens estão fora de cogitação.

Claro que, às vezes, os pais acabam falando coisas que não gostariam… Se isso acontecer, não se culpe. O jeito é recuperar a calma e conversar com a criança, explicando que agiu de forma errada.

Autora: Heloiza Camargo (Revista Crescer)

NOTA DO BLOG:

Se fossemos colocar aqui, mesmo que de forma sintetizada, tudo aquilo que não se deve dizer a uma criança, o texto seria extremamente longo e cansativo, mas há uma forma mais simples de se agir: não faça ou não diga a seu filho, aquilo que você, quando criança, considerava errado, inoportuno ou exagerado.

Notícia triste: Ana Paula Braga, filha de Roberto Carlos morre aos 44 anos em SP

sábado, 16 de abril de 2011

Ana Paula Braga (na foto, ao lado do Rei no dia do seu casamento civíl), filha do primeiro casamento de Nice Braga, que foi a primeira mulher de Roberto Carlos, morreu na madrugada deste sábado, em São Paulo. Segundo informações do canal Globo News, ela passou mal durante a noite.

Ela não era filha biológica do cantor, mas ele a assumiu quando se casou com Nice, com quem teve outros dois filhos: Roberto Carlos Segundo, o Segundinho, mais conhecido como Dudu Braga, e Luciana.

Ana Paula era casada com o guitarrista de Roberto Carlos, Paulinho Coelho.

Roberto Carlos estava em São Paulo no momento da morte e, assim que soube da notícia, foi ao apartamento de Ana Paula.

O corpo foi levado ao Instituto Médico Legal (IML). Ainda não há informações sobre velório e enterro.

Filha soube da morte de José Alencar pela TV

quinta-feira, 31 de março de 2011

A professora aposentada Rosemary de Morais (foto abaixo), 55 anos, cuidava do jardim na tarde de terça-feira em Caratinga, no interior de Minas, quando o marido a chamou para ver a televisão: na tela era noticiada a morte de José Alencar.

Para Rosemary, uma notícia que foi motivo de grande tristeza não pela trajetória do homem que construiu um verdadeiro império empresarial e deu emprego a milhares de brasileiros. Nem pelo Zé que chegou ao poder eleito vice-presidente junto com Luiz Inácio Lula da Silva.

Mas pela pessoa que, segundo decisão da Justiça de Caratinga, era seu pai. Um homem que não teve a chance de conhecer melhor, mesmo no fim da vida.

Desde 2001 Rosemary brigava para que José Alencar reconhecesse sua paternidade. O caso ainda está em curso no Tribunal de Justiça de Minas Gerais, a quem os advogados de Alencar recorreram depois do juiz de Caratinga José Antônio Cordeiro autorizar a professora a ser registrada com o sobrenome do ex-vice-presidente. Alencar sempre se recusou a fazer exame para atestar a paternidade da professora aposentada.

- Ela ficou muito chateada com a notícia da morte, porque nunca conseguiu falar direito com ele. Queria ter tido a chance de conversar pelo menos agora, saber o que aconteceu no passado deles. Mas não tem mais jeito, acabou – disse o caminhoneiro aposentado Amilcar Campos, marido de Rosemary.

A mulher não quis dar entrevistas, segundo ele, por ainda estar abalada, e por temer “falar alguma coisa errada”, que pudesse chatear a família do suposto pai.

- A gente vai ficar aqui quietinho na nossa casa, não devemos ir a velório ou enterro. A não ser que a família dele nos convide, mas acho difícil disso acontecer – disse Amilcar.

Rosemary tinha 43 anos quando a mãe lhe mostrou a foto do filho de Alencar no jornal, Josué Gomes da Silva, dizendo-lhe que ele era seu irmão. Durante a campanha de Alencar ao Senado, em 1998, conseguiu se aproximar do suposto pai e dizer que era sua filha. Um assessor anotou seus telefones, mas ela nunca mais conseguiu fazer novos contatos.

Segundo Rosemary, sua mãe, a enfermeira Francisca Nicolina de Morais teria ficado grávida de Alencar na época em que ele ficou noivo, por isso os dois não se encontraram novamente.

Anos depois, questionado sobre o motivo de não ter aceitado fazer o exame de paternidade, Alencar insinuou que Francisca era prostituta, dizendo que “são milhões de casos de pessoas que foram à zona”. A postura do político foi motivo de grande tristeza para Rosemary.

Thiago Herdy, O Globo

PENSAMENTO DO DIA: “Quase canonizado em vida, José Alencar morreu recusando o gesto que se espera de todo homem que não é canalha: fazer exame de DNA em ação de reconhecimento de paternidade. Renegou a filha mais velha e insinuou que a mãe, enfermeira de Caratinga, era “prostituta”. FICOU DEVENDO”. (Claudio Humberto, jornalista)

quarta-feira, 30 de março de 2011

 


RECORDANDO OS FATOS:

A professora aposentada Rosemary de Morais (foto acima), 56, desde 2001 tentou ser reconhecida como filha de José Alencar Gomes da Silva (foto) 79, ex- vice-presidente da República. Como Alencar sempre se negou a se submeter ao exame de DNA para que ficasse provada a  paternidade, o juiz José Antônio de Oliveira Cordeiro, da comarga de Caratinga (MG), declarou oficialmente ser ele o pai de Rosemary.

Quando alguém se recusa a fazer o exame, é porque há presunção de paternidade, conforme lei sancionada  pelo presidente Lula.

Rosemary disse que Alencar teve relacionamento de um ano com sua mãe, a enfermeira Francisca Nicolina de Morais, em 1954, quando ambos moravam em Caratinga. Na época, nenhum dos dois era casado.

A professora apresentou na Justiça testemunhas desse relacionamento. Criada pelos avós paternos, ela contou que soube de sua paternidade pela mãe, já falecida. No cartório, Rosemary consta como filha de  Magmar Pinto Neves, com quem Francisca se tinha se casado.

A professora disse que, quando Alencar esteve em Caratinga em campanha para o Senado, ela foi a uma emissora de rádio onde ele estava dando entrevista e contou ser filha dela. “Ele ficou surpreso e disse que estava disposto a me dar toda atenção. Só que nunca mais me ouviu”.Alencar nunca mais voltou lá.

A decisão judicial tornou Rosemary herdeira de Alencar, que possuia várias empresas. A principal delas é Coteminas, do setor têxtil. O empresário era casado com Mariza Campos Gomes da Silva, 74, com quem tem três filhos, Josué Christiano, Maria da Graça e Patrícia. É Christiano que preside o grupo de empresas.

José Diogo Bastos, advogado de José Alencar, disse que a sentença é “totalmente despropositada” e que iria recorrer dela. Ele nunca explicou por que seu cliente sempre se negou a se  submeter ao exame de DNA. Alencar chegou a ser intimado em 2008 pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais a doar sangue para a realização do exame, mas ele ignorou.

No processo judicial, Alencar alegou que Francisca era “mulher reconhecidamente frequentada por vários homens” e “habituée da zona de meretrício de Caratinga”.

Geraldo Jordan de Souza Júnior, advogado de Rosemary, disse que se tratava de difamação e que “a justiça tardou, mas não falhou”.

Rosemary afirmou: “Não quero nada daquilo que ele [Alencar] pensa que eu tenho direito”.

Fonte: Folha e Estado de S.Paulo

CASO DE POLÍCIA!!! A filha de Silvio Santos foi sequestrada em 2001. Ele ficou refém. Agora, seu banco foi “resgatado” pelo Banco Central, e os “reféns” somos nós. (Claudio Humberto, jornalista)

domingo, 14 de novembro de 2010